ASSESSORIA IMOBILIÁRIA: CAUTELA NA AQUISIÇÃO DE UM IMÓVEL

ASSESSORIA IMOBILIÁRIA: CAUTELA NA AQUISIÇÃO DE UM IMÓVEL

 Na maioria das vezes,  a aquisição de um imóvel traz ao novo proprietário uma grande satisfação, a sensação do que se conhecia como ” um bem de raiz ” e,  sempre, segundo os limites da atual legislação, a oportunidade de usar e dispor da sua nova propriedade.

 Nosso papel é manter dentro do previsível máximo esta oportunidade, a propriedade nos limites efetivos e, minimizar riscos que possam arranhar esses limites de uso e disponibilidade.

 Muitos nos procuram quando já enfrentam situações em que seus imóveis, adquiridos há anos, repentina e inesperadamente, sofrem um tipo de restrição, pior, por vezes o negócio que fizeram há anos, sem que tivessem conhecimento prévio já foi considerado nulo por decisão judicial, houve interpretação de alguma fraude e, por dívida de quem vendeu ou dívida de empresa de que o vendedor participou, a compra foi anulada e o imóvel foi penhorado.

 A Defesa reconhecida já pelos Tribunais Superiores contra esta interpretação é a prova de que o imóvel foi adquirido com todas as precauções e cautelas, tudo que foi possível foi pesquisado, analisado e feito anteriormente ao fechamento do negócio, na época da compra do imóvel.

 Que nossos Clientes tenham esta prova para uma eventualidade futura é a nossa preocupação e, é na constituição desta prova da melhor forma possível que consiste a parte formal de nosso trabalho na Assessoria Jurídica de Aquisição de um Imóvel.

 Temos tido sucesso nas Defesas quando existe o que chamamos, nos Tribunais, uma ” prova robusta ” dos cuidados que foram tomados durante a negociação para a compra do imóvel e, é este nosso pedido aqui, que nossos Amigos, Clientes  e Colaboradores tenham todo o cuidado e toda a cautela possíveis quando forem negociar a compra de um imóvel, comercial ou residencial, uma casa ou um terreno, um apartamento ou um conjunto comercial.

 Gilda Gronowicz e Alexandre Gronowicz Fancio